Educadora 950

Educadora 950

 A Rádio da Família Cristã

Segunda, 22 Junho 2015 21:00

Corpus Christi 2015

Milhares de pessoas acompanharam a procissão de Corpus Christi, em Sobral-Ceará. O Administrador Apostólico da Diocese de Sobral, Dom Vasconcelos fez a benção do Santíssimo Sacramento sobre as famílias presentes.

Pessoas que fabricam armas ou investem na indústria armamentsta estão sendo hipócritas se chamarem a si próprias de cristãs, disse o papa Francisco neste domingo (21).

Francisco fez sua condenação mais forte à indústria de armas até hoje durante um comício para milhares de jovens ao final do primeiro dia de sua visita à cidade italiana deTurim.

"Se confiarem apenas nos homens, terão perdido", disse ele aos jovens em um longo e elaborado discurso sobre guerra, confiança e política, depois de ter descartado sua fala previamente preparada.

"Isso me faz pensar em... pessoas, gestores e empresários que se dizem cristãos e fabricam armas. Isso leva a um tanto de desconfiança, não é?", disse ele antes de ser aplaudido.

O pontífice também criticou aqueles que investem na indústria armamentícia, dizendo que a "duplicidade é moeda corrente hoje... eles dizem uma coisa e fazem outra".

Francisco também discorreu a respeito de comentários que fez no passado sobre eventos ocorridos na Primeira e Segunda Guerra Mundiais.

Ele falou sobre a "tragédia do Shoah", usando o termo em hebraico para o Holocausto.

"As grandes potências tinham fotos dos trilhos que levavam os trens até campos de concentração como Auschwitz para matar judeus, cristãos, homossexuais, todo mundo. Por que não bombardearam (os trilhos)?"

Ao falar sobre a Primeira Guerra Mundial, Francisco discursou sobre "a grande tragédia da Armênia", mas não usou a palavra "genocídio".

O papa causou um desconforto diplomático em abril ao chamar o massacre de 1,5 milhões de armênios há 100 anos de "o primeiro genocídio do século 20", levando a Turquia a convocar de volta seu embaixador para o Vaticano.

A "encíclica verde" do Papa Francisco, divulgada oficialmente nesta quinta-feira (18), chega num momento-chave para a comunidade internacional, que em seis meses realizará uma cúpula em Paris (França) para frear o aquecimento do planeta, segundo os especialistas.

"A mensagem do Papa para pedir a proteção do planeta foi dirigida a todos, e não apenas aos católicos. O papa busca um terreno comum com os não fiéis e com as pessoas de outras religiões", afirma o vaticanista Iacopo Scaramuzzi, da agência Askanews.

O texto do Papa argentino, entre as personalidades mais populares e influentes do mundo, estimado por presidentes, políticos, líderes religiosos - como o patriarca de Constantinopla -, assim como por pastores, rabinos e imãs, "conta com um apoio amplo e vai pesar muito, sobretudo entre os países mais católicos, como México e Brasil, potências emergentes", afirma Scaramuzzi.

O texto do Papa, de 200 páginas, pretende influenciar as decisões que serão tomadas em dezembro contra o aquecimento do planeta, um tema que preocupa muito 79% dos cidadãos, segundo uma pesquisa realizada de forma simultânea em 79 países.

A encíclica, chamada Laudato Si (Louvado Seja), convida a tomar ações concretas para frear este fenômeno provocado por uma exploração insensata e cujos efeitos atingem sobretudo os países mais pobres.

"O Papa, como vários de seus antecessores, relança a doutrina social da Igreja, mas com um tom mais crítico ao denunciar a submissão da política à tecnologia e aos centros de poder financeiros", sustenta, por sua vez, Marco Politi, entre os biógrafos de Francisco.

O pontífice latino-americano, que chegou do "fim do mundo", como ele mesmo afirma, que conhece sua terra, localizada na fronteira do polo sul, e que observou a pobrezas e as desigualdades da América Latina, ataca principalmente um modelo de desenvolvimento injusto.

Francisco levanta a voz contra a modernização obsessiva e denuncia o falso humanismo que relega a pessoa em benefício da máquina.

Assim como Francisco de Assis, o santo no qual se inspira, defensor dos pobres e da natureza, o Papa lança ao mesmo tempo uma reivindicação social, ao denunciar a relação direta entre destruição do meio ambiente, pobreza e exploração econômica, e também uma espiritual.

"Para o Papa, a evolução do planeta é um argumento religioso", explica Scaramuzzi.

No texto também adverte que de nada adianta lutar contra um destes três fatores se os outros não forem atacados.

A primeira encíclica dedicada à ecologia e à defesa do meio ambiente e da "mãe Terra" representa um momento importante para a história da Igreja.

"O olhar da Igreja se amplia. Parte dos pobres, das vítimas, e chega ao globo, ao aquecimento climático", afirma o especialista.

Acompanhado pelo presidente interino da Câmara Municipal de Sobral, vereador Paulo Vasconcelos, o prefeito Veveu Arruda foi recebido, na manhã da ultima quinta-feira (21), pelo bispo Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos, na Cúria Diocesana. Dentre os assuntos do encontro, o centenário da Diocese e a parceria para este grande momento de festa.

Na oportunidade, o Prefeito de Sobral destacou a importância das ações da Igreja Católica em Sobral que valorizam a cultura e o turismo no Município, e  projetos como o ‘Sobral Curte Paz’.

Durante a audiência geral de quarta-feira, 13 de maio, o Papa pediu ao leitor português presente na Praça que rezasse em voz alta uma Ave Maria em nossa língua, lembrando o dia em que a Igreja recorda Nossa Senhora de Fátima.

“Peço a meu irmão português, neste dia de Nossa Senhora de Fátima, que reze com todos em português”, disse Francisco.

Ave-Maria, cheia de graça!

O Senhor é convosco
Bendita sois vóis entre as mulheres
E Bendito é o Fruto do vosso ventre, Jesus
Santa Maria Mãe de Deus,
Rogai por nós os pecadores
Agora e na hora de nossa morte. Amém

O dia 13 é marcado pela criação desse projeto tão importante para nossa cidade.

O Sobral Curte Paz, foi criado com intuito de promover a paz em nossa cidade. Hoje na comemoração de 1 ano de projeto, tivemos a presença de diversas autoridades da nossa cidade, que apoiam esse projeto. As autoridades no decorrer da manhã foram expondo suas opiniões sobre o SCP.

Alguns flashes da manhã de 1 ano de SCP, no Auditório Dom Walfrido:

   

  

O Prefeito de Sobral vistoriou, na manhã da última sexta-feira (22), a obra de requalificação da Praça do Patrocínio, que está em fase final e será inaugurada na próxima sexta-feira (29). Acompanhado do secretário do Turismo do Estado do Ceará, Arialdo Pinho, Veveu Arruda também visitou o Planetário de Sobral, que também será entregue à população no fim desta semana. A data escolhida, marca a comemoração dos 96 anos da comprovação da Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein. “Além do forte potencial educacional, o Planetário é também uma opção de lazer, que atrairá e beneficiará não só Sobral, como toda a Região Norte”, afirmou o prefeito.



A Praça do Patrocínio e a Praça Manoel Artur da Frota (da Várzea), juntamente com as praças do Bosque e do Amor, inauguradas em março, e as obras de readequação dos passeios do Centro Histórico de Sobral (Projeto Sobral Novo Centro) são uma parceria com o Governo do Estado, pelo Programa Cidades do Ceará II. “Além de servir de lazer para os sobralenses, as praças fortalecem nosso centro histórico, que está passando por um conjunto de obras que irão internalizar a fiação e padronizar as calçadas, assim como trocarão toda a pavimentação. Com isso, o Centro Histórico de Sobral será referência em todo o país”, disse Veveu.

Quarta, 25 Março 2015 21:00

Nova direção do Museu Dom José

o ultimo dia 17, aconteceu na Cúria Diocesana uma importante reunião com Dom Vasconcelos e representantes do Museu Dom José e da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA).

Na reunião foi apresentado o Novo Diretor do Museu o arquiteto e professor da UVA; Antenor Viana Coelho.

Construída no século XVIII, Catedral da Sé, em Sobral, é tombada como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. O Prefeito Veveu inaugurará nesta sexta-feira, 31 de outubro, às 19h, a 1ª Etapa das obras de restauração da Catedral de Nossa Senhora da Conceição (Sé). Em solenidade com a presença do Bispo Dom Odelir Magri, o Prefeito Veveu entregará à Diocese e à comunidade as obras concluídas. Em seguida será celebrada Missa em Ação de Graças e haverá apresentação da Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho. A igreja reabrirá para a comunidade com as reformas nas instalações hidráulica, elétrica, alvenaria e pintura e recuperação do telhado e forro concluídas, por meio de convênio entre Prefeitura e Ministério do Turismo, com investimentos de cerca de R$1,5 milhão. A segunda etapa de restauração da Igreja da Sé incluirá o restauro de imagens, vitrais, altar-mor e altares laterais, lustres e demais adornos do interior da igreja, que data do século XVIII (1778).
Domingo, 23 Novembro 2014 21:00

DIOCESE DE SOBRAL – ABERTURA ANO JUBILAR

 Exultai cantando alegres, habitantes de Sião, porque é grande em vosso meio o Deus Santo de Israel (Sl 12,6).
 
   Estamos em clima de festa, estamos peregrinando para comemorar os 100 anos de nossa Diocese de Sobral. É tempo de alegria, de dar graças a Deus por esta etapa de evangelização, de caminhada, de anúncio, de conversão e de fortalecimento de nossa Fé.
 
   Nossa diocese, desde 2005, vive em clima de jubileu, pois, vem se preparando para este ano da graça. São duas etapas que se complementam. Cada uma tem sua característica própria e continuada. A primeira etapa foi de 2005 a 2010. Com o tempo das Santas Missões Populares,tivemos um chamado forte para reavivar a experiência de batizados na qual recebemos a missão de sermos missionários do Senhor, resgatando a missão primeira da Igreja que é ser uma Igreja missionária que está sempre caminhando, indo ao encontro, resgatando a “ovelha perdida”.
 
  Em 2011, demos inicio à segunda etapa de preparação, dando continuidade a esta ricaexperiência missionária. Fomos conduzidos a reavivar o espírito missionário presente na espiritualidade mariana, quando tivemos um ano dedicado a Maria (Ano Mariano). Logo em seguida veio a experiência dos discípulos missionários que anunciavam o Reino a partir da pregação e do testemunho e ensino da fé como catequistas missionários (Ano Catequético). Como missionários, também somos chamados a dar uma resposta como sinal de conversão e de adesão mais radical a serviço do reino através da vocação especifica, vivenciando o tempo vocacional. É um rever nossa resposta frente aos desafios do mundo moderno, olhando como é hoje este chamado que Deus nos faz através de seu Filho (Ano Vocacional).
 
   Como missionários, somos convidados a perceber a riqueza que é para nós a Santa Eucaristia,pois como batizados somos chamados a ser comunhão entre nós e os irmãos. É a Eucaristia, que recebemos como alimento, que nos fortalece nesta caminhada (Ano Eucarístico). Todos estes elementos provêm de uma única fonte geradora que é a Palavra de Deus.
 
   “O jubileu não é invenção simplesmente do homem, mas é criação da Bíblia Sagrada: já na primeira Aliança, a cada cinqüenta anos o Povo da Aliança dedicava um ano de louvor à santidade do seu Deus que, em sem amor fiel, mandava perdoar as dividas e libertar os escravos (Dt 15,12-15). Na Nova Aliança, o Ano Jubilar encontra em Jesus Cristo a sua realização definitiva (Lc 4,18-19): Ele realiza “um ano de graça” com suas palavras, e, sobretudo, com as suas ações: vida, morte e ressurreição.”
 
   Portanto é neste clima de celebração e de alegria que nossa Diocese quer vivenciar este tempo da Graça. Já nos lembrava o Papa São João Paulo II na bula “Incarnationis mysterium”, quando proclamou o Ano 2000: “O tempo jubilar faz-nos ouvir aquela linguagem vigorosa que Deus usa, na sua pedagogia de salvação, para impelir o homem à conversão e à penitência, princípio e caminho da sua reabilitação e também condição para recuperar aquilo que não poderia conseguir só com as suas forças: a amizade de Deus, a sua graça, a vida sobrenatural, a única onde podem achar solução as aspirações mais profundas do coração humano” (n. 2).
 
   Celebrar um jubileu é, sem dúvida, fazer memória do caminho percorrido, das conquistas alcançadas, dos pecados cometidos, dos obstáculos superados, da história construída passo a passo com perseverança e audácia. Celebrar um jubileu é também e, sobretudo, perscrutar o horizonte do futuro e abrir-se às novas interpelações que o Espírito Santo quer suscitar na Igreja jubilar. A celebração do jubileu nos convoca a reassumir nosso compromisso em meio as perplexidade do mundo contemporâneo, de maneira criativa e evangélica. Pede, sobretudo, à Igreja, a transparência do testemunho, a audácia da profecia, a firmeza da esperança.
 
   Somos todos convocados a viver intensamente este tempo jubilar, a empenharmo-nos com novo alento e ardor na vivência da nossa vocação na Igreja diocesana, a dar efetividade à missãoprofética em nossas paróquias e comunidades, a continuar alimentando o nosso compromissoevangélico na Eucaristia e na Palavra de Deus, pois: “o que vimos e ouvimos nós anunciamos”(1Jo 1, 3).
 
Teremos uma vasta programação. Durante o ano jubilar em nossa diocese.
 
• Abertura do Ano Jubilar e Ano Eucarístico – 09/11/2014
• Início da Peregrinação dos ícones (Cruz Missionária e Nossa Senhora da Conceição) 09/11
• Celebrações jubilares por segmento (Pastorais, Grupos, Movimentos, Associações Pias…)
• Visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida – Agosto/2015
• Semana Eucarística Paroquial – Outubro/2015
• Congresso Eucarístico – Novembro/ 2015
• Festa dos 100 anos – 08/11/2015
• Lançamento do Livro que conta a história dos cem anos da diocese, seus Bispos, Padres e Paróquias.
• Atividades educacional e cultural.
 
Escrito por Pe. José Lucione Queiroz Holanda, Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Piedade,Coreaú-CE. Secretario Executivo do Centenário. Artigo Publicado na Edição 602 do Jornal Correio da Semana de nossa Diocese.
 
Segue abaixo o Catalogo da Programação do Ano Jubilar.
 

Folder do Centenário

 

Logotipo e Hino

Programaçåo do Jubileu

Oraçåo do Jubileu

Dodos Históricos

Equipes do Jubileu

Página 55 de 55