Educadora 950

Educadora 950

 A Rádio da Família Cristã

“Considera bem para ti o que te leva a teu fim e autêntico mal o que te impede alcançá-lo”, escreveu certa vez São Roberto Belarmino, defensor da Igreja ante a reforma protestante, cuja festa é celebrada neste dia 17 de setembro.

Roberto significa “o que brilha por sua boa fama” e se há algo a ressaltar deste Doutor da Igreja, nascido na Toscana em 1542, é que, desde que estava no colégio dos jesuítas, destacou-se por sua inteligência.

Do mesmo modo, o ensinamento de sua mãe na humildade e simplicidade repercutiram muito em sua personalidade. Ingressou na Ordem dos jesuítas e teve como formador São Francisco de Borja. Foi ordenado sacerdote e continuou conquistando conversões de muitos com suas pregações e ensinamentos.

A pedido do Papa, preparou em Roma os sacerdotes para que soubessem enfrentar os inimigos da religião. Em seguida, publicou seu livro chamado “Controvérsias”, que chegou a ser de importante leitura até para São Francisco de Sales.

O Sumo Pontífice o nomeou Bispo e mandou-lhe aceitar o cardinalato sob pena de pecado mortal. Isso porque São Belarmino tinha se tornado jesuíta justamente porque sabia que eles tinham um regulamento que os proibia de aceitar títulos elevados na Igreja.

Durante sua vida, exerceu cargos de diplomacia. Dirigiu uma edição revisada da Bíblia Vulgata e escreveu seu “Catecismo resumido” e “Catecismo explicado”, que chegaram a ser traduzidos a vários idiomas e com várias edições. Serviu como diretor espiritual de São Luiz Gonzaga, foi nomeado Arcebispo de Capua e quase chegou a ser eleito Papa.

Pouco antes de morrer, escreveu em seu testamento que seus pertences fossem repartidos entre os pobres, mas o que deixou só deu para custear os gastos de seu enterro. Retirou-se para o noviciado de Santo André em Roma e ali partiu para a Casa do Pai em 17 de dezembro de 1621.

Em seu livro “De ascencione mentis in Deum” (Elevação da mente a Deus) lê-se que “acontecimentos prósperos ou adversos, riquezas e pobreza, saúde e doença, honras e ultrajes, vida e morte, o sábio não deve buscá-los, nem fugir por si. Mas são bons e desejáveis somente se contribuem à glória de Deus e à tua felicidade eterna, são maus a se evitar se a obstaculizam”.

Fonte: ACI

TSE aprova envio de forças federais para 5 municípios cearenses: Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral

Sobral é uma das cidades que receberão forças federais para reforçar a segurança das eleições. A Corte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou em sessão plenária administrativa na última semana o pedido do TRE do Ceará de envio de forças federais para reforçar a segurança das eleições em Fortaleza, Caucaia, Juazeiro do Norte, Maracanaú e Sobral. O envio do pedido de forças federais ao TSE foi para os cinco municípios cearenses com mais de 100 mil eleitores.
O procurador regional eleitoral, Anastácio Nóbrega Tahim Junior, apresentou manifestação favorável à demanda. Em seguida, o governador do Estado, Camilo Santana, no Ofício GG nº 371/2018, acerca da decisão do TRE de requisitar forças federais para complementar a segurança do pleito de 2018. “O entendimento do Governo do Estado do Ceará é de que a segurança dos cidadãos é tarefa árdua, diária e impõe a união de todas as forças vivas da população. Por isso, consideramos adequada qualquer nova iniciativa que venha somar-se aos nossos esforços e ampliar a capacidade das forças de Segurança do Estado para cumprir sua difícil missão de garantir a segurança ao povo cearense”, afirmou.
A presidente do TSE, ministra Rosa Weber, no Processo judicial Eletrônico nº 0601051-61.2018.6.00.0000, votou favorável ao pedido e foi acompanhada pelos demais ministros da Corte. Na mesma sessão, o TSE aprovou o envio de tropas federais para Mato Grosso do Sul em quatro municípios do estado: Amambai, Paranhos, Caarapó e Ponta Porã.
Com a decisão , 370 localidades de sete estados receberão auxílio de forças federais para a segurança nas eleições de outubro. Além do Mato Grosso do Sul e Ceará, também já foi autorizado o envio de tropas para atuar nos estados do Acre (11 localidades), Maranhão (72), Piauí (112), Rio de Janeiro (69) e Rio Grande do Norte (97).

Ministério da Defesa
Com a aprovação do TSE para o destacamento das forças federais, cabe ao Ministério da Defesa definir o quantitativo das tropas e a logística para o deslocamento até as localidades contempladas.
A missão das tropas, formada por militares das Forças Armadas, é assegurar o livre exercício do voto, mantendo a normalidade no dia do pleito, e garantir a apuração dos resultados das eleições nas localidades em que a segurança pública dos estados necessita de reforço.
O TSE também aprovou o envio de militares para dar apoio logístico à Justiça Eleitoral. Até o momento, 101 localidades situadas em regiões longínquas e isoladas do país já têm garantido esse importante auxílio. Quatro delas estão no Estado do Mato Grosso do Sul. As outras 97 localidades situam-se em quatro estados da região Norte do país. São eles: Acre (41 localidades), Amazonas (25), Amapá (5) e Roraima (26). Em todos esses locais, os militares atuarão levando equipamentos (urnas e outros materiais), sempre com a presença de servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral.

Plano Operacional da PM
A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, e o vice-presidente e corregedor, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, receberam na quinta-feira, 13 de setembro, no Gabinete da Presidência do TRE, o Plano Operacional de Segurança para as Eleições 2018, do chefe da Operação Eleições 2018, tenente-coronel, Jano Emanuel Marinho.
De acordo com o planejamento elaborado, serão mobilizados 7.287 policiais militares para o 1º turno das eleições mais o efetivo normal de serviço, totalizando 10.023 em todo o Estado, com a presença de pelo menos um oficial da PM em cada um dos municípios cearenses. O efetivo que trabalhará no interior deve se deslocar no dia 3 de outubro. Só em Fortaleza, haverá o reforço de 1.500 policiais. A Operação Eleições será das 18h da sexta, 5/10 até 7h de segunda, 8/10.
“O planejamento contempla todos os municípios do Estado do Ceará. O documento entregue nesta data será disponibilizado também em aplicativo para celular, a partir do dia 17 de setembro, na Play Store, e no site do TRE para magistrados, membros do MP e servidores acessarem as escalas, telefones do efetivo, composição dos cartórios eleitorais”, concluiu o tenente-coronel, Jano Emanuel Marinho.

Plano Integrado de Segurança
No dia 31/8, os órgãos de segurança do Estado apresentaram o Planejamento Integrado para as Eleições 2018 aos dirigentes do TRE e a membros do Pleno.
Na ocasião, o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, expôs o contingente a ser disponibilizado para as Eleições 2018. Ao todo, o efetivo será de 10.804 policiais e bombeiros em todo Estado. Ressaltou que 40 cidades já dispõem de videomonitoramento com 1.381 câmeras e 6 aeronaves. Um a um, os representantes dos órgãos de segurança discorreram sobre efetivo e estratégias de atuação, não só no dia do pleito, como também, na semana que antecede a votação.

Fonte: Correio da Semana

Serão 18 famílias beneficiadas com a doação de uma cabra leiteira na Comunidade de Cacimbinha de Baixo, na zona rural de Massapê

A Comunidade de Cacimbinha de Baixo, na zona rural de Massapê, é a primeira fora de Sobral a acolher o Cabra Nossa de Cada Dia, projeto de iniciativa do Pe. João Batista Frota que em 2018 celebra 25 anos de existência salvando vidas no semi-árido. Serão 18 famílias beneficiadas com a doação de uma cabra leiteira. Na quarta-feira, 12, foi realizada a assinatura de um termo de colaboração entre a prefeitura de Massapê e a Associação Comunitária dos Moradores de Cacimbinha de Baixo para a implantação do Cabra Nossa de Cada Dia.
O custo total do projeto em Massapê na fase inicial é de R$ 56.826, com contrapartida de R$ 26.334 da prefeitura. O restante (R$ 30.492) são os custos da Associação. O valor não será pago em dinheiro, mas em trabalho pelos moradores da localidade. A solenidade, realizada na Comunidade, contou com a presença do prefeito de Massapê, Jacques Albuquerque, o Vice-Prefeito Nilson Frota, a Secretária de Agricultura e Pecuária, Odete Apoliano, além de outros secretários e vereadores do município. A presidente da Associação Comunitária dos Moradores de Cacimbinha de Baixo, Célia Vidal, e Pe. João Batista Frota também estiveram presentes.
O Cabra Nossa de Cada Dia já beneficiou mais de 800 famílias e mais de 1000 crianças com a doação de uma cabra leiteira por família ao longo de 25 anos em Sobral. Ao final de dois anos, cada beneficiário deverá devolver duas crias fêmeas que serão doadas para outras famílias. O Cabra Nossa atua em 17 comunidades de Sobral com 215 famílias e foi determinante para reduzir o índice de mortalidade infantil. Foram mais de 6 mil animais caprinos distribuídos ao longo desses anos.

Emprego e Renda
Após as cinco primeiras famílias receberem suas cabras, o prefeito de Massapê, Jacques Albuquerque, disse que a expectativa é de que o valor destinado ao projeto dobre. “Precisamos da aprovação da Câmara Municipal para isso”, disse. Destinando sua fala à comunidade, a Secretária de Agricultura e Pecuária, Odete Apoliano, disse que o Cabra Nossa é um projeto multiplicador que gerará emprego e renda para Cacimbinha de Baixo. “Este é um projeto brilhante que tanto bem tem feito a tantas famílias. Aos que serão beneficiados, peço que deem valor, que tenham uma boa convivência entre si. Os recursos para as cabras e o aprisco serão destinados pela prefeitura, mas a mão-dea-obra será de vocês. É um projeto multiplicador”, ressalta.
Já presidente da Associação Comunitária, Célia Vidal, disse ser a realização de um sonho a presença do projeto na Comunidade de Cacimbinha. “Fico muito feliz porque era meu sonho ter o projeto na Comunidade. Que todos os pais e mães de família possam ser felizes com esse projeto”, deseja.
Pe. João Batista recorda que à época da fundação do projeto, ele era pároco da Paróquia do Patrocínio, que englobava muitas comunidades rurais. Após o quinto ano consecutivo de seca, a situação das famílias era precária. “Vimos a realidade das comunidades de sofrimento de fome, miséria e dor e pensamos o que poderíamos fazer para salvar as crianças da fome. Muitas ideias surgiram: um sopão, uma cesta básica mensal, mas foi a cabra a ideia mais bem aceita”, recorda. Para conseguir o dinheiro para adquirir os animais, o sacerdote pediu o auxílio de amigos que conheceu na Alemanha nos tempos de seminário. “Esse projeto trouxe vida e união para muitas comunidades. O projeto tem causado maravilhas graças à generosidade de tantos anjos bons.”
Um dos primeiros a auxiliar Pe. João Batista na idealização e implantação do Cabra Nossa de Cada Dia, o coordenador do programa Embrapa Escola, Ismar Maciel, lembra com detalhes daquele julho de 1993 em que um pai pediu ajuda para que seus filhos não morressem de fome. “Assistimos crianças morrerem de fome e hoje o choro de uma criança é substituído pelo berro de uma cabra”, comemora. Ismar ressalta que sem o projeto, cerca de 1000 crianças poderiam não ter sobrevivido pela fome ao longo destes 25 anos. Além de combater a mortalidade infantil, o Projeto proporciona emprego e renda para as famílias. “A criação de cabras não é só subsistência, mas visão de desenvolvimento. O projeto promove o ser humano e ajuda os agricultores e criadores familiares”, completa

Evandro (Hollywood), agricultor
Feliz com a possibilidade de poder alimentar com um leite de qualidade o filho, o agricultor Evandro, conhecido como Hollywood, foi um dos primeiros a ser contemplado com uma cabra. “Sempre ouvi falar desse projeto e fico muito feliz porque chegou aqui e porque eu estou entre os que receberam a cabra. Sem sombra de dúvidas é um projeto muito grandioso e valioso”, disse.

Fonte: Correio da Semana

Cidade possui 34 escolas de Ensino Fundamental I, ou seja, 88,2% delas estão entre as 100 melhores do país.

Dados divulgados pela Secretaria da Educação do Estado do Ceará apontam que das 100 melhores escolas do Brasil, do 1º ao 5º ano, 82 estão no Ceará e destas, 30 são sobralenses. Sobral possui 34 escolas de Ensino Fundamental I, ou seja, 88,2% delas estão entre as 100 melhores do país.
“Eu estou muito feliz com o primeiro lugar, claro, mas não foi isso que me impressionou. O que me impressionou foi o salto. Porque se tivesse estacionado, já estaríamos ali no primeiro lugar, mas além disso, tivemos uma grande evolução. E é muito importante o reconhecimento do nosso trabalho, em redes nacionais de televisão, os maiores jornais do país publicaram isso. A Folha de São Paulo comparou a Educação de Sobral com a do Reino Unido, tendo ambas o mesmo padrão de ensino”, disse o prefeito Ivo Gomes.
Ivo Gomes reforça que, para transformar a Educação de Sobral na melhor rede pública municipal do Brasil, a gestão investe em estratégias e instrumentos para acompanhamento e avaliação constantes da qualidade da aprendizagem nas escolas, trabalha tutoria pedagógica, realiza avaliações externas (que fornecem um diagnóstico da aprendizagem dos estudantes das escolas de Sobral) e no momento trabalha na implementação de novos currículos de Língua Portuguesa e Matemática, a elaboração do currículo de Ciências, entre outras.
“As ações só têm êxito devido um trabalho contínuo de formação dos professores, profissionais que trabalham duro e constroem esse ensino de qualidade oferecido em Sobral. Não podemos esquecer ainda do papel importantíssimo dos pais, do empenho dos alunos e dos demais profissionais envolvidos”, pontuou o prefeito.

Fundamental II
Pela primeira vez, o município de Sobral obteve a maior nota do País nos anos finais (9º ano) do Ensino Fundamental, com Ideb 7,2, representando um crescimento de 0,5 pontos, em relação a 2015, que era de 6,7. Das 100 melhores escolas públicas nos anos finais (9º ano), 24 são de Sobral. As informações são do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado pelo Ministério da Educação.
A evolução de Sobral nas avaliações nacionais pode ser explicada pelos constantes investimentos que a gestão tem feito, com foco na aprendizagem dos estudantes, apoiando o trabalho do professor em sala de aula, com formações mensais em serviço, alinhadas ao material didático; monitorando os resultados de aprendizagem dos estudantes, aferidos por avaliações externas realizadas pelo Município semestralmente; o que permite a redefinição de metas e mudança de estratégias para a melhoria da educação pública do município.
Buscando elevar a educação de Sobral a patamares internacionais de qualidade, a Secretaria da Educação está implementando novos currículos de Língua Portuguesa e Matemática, elaborado durante dois anos por professores da própria rede; elaborando um novo currículo de Ciências, em parceria com a Universidade de Stanford, alinhado a tecnologia; o desenvolvimento das competências socioemocionais nos estudantes, preparando-os para se relacionarem consigo mesmos e com os outros; apoiando o estudante do ensino médio a se preparar para o Enem, através do #SobralnoEnem, entre outras.

Fonte: Correio da Semana

Concentração será às 16h na Paróquia de Fátima, no bairro Sinhá Sabóia, onde ocorrerá com o Ofício da Imaculada Conceição e acolhida das paróquias e comunidades.

Com o apelo da Paz, a Diocese de Sobral celebrará a padroeira do Brasil, Nossa Senhora da Conceição Aparecida, e pedirá por todo o País no dia 12 de outubro na III Caminhada com Maria. O tema deste ano é “Maria, mãe da Vida e da Paz”. A programação terá início às 16h na Paróquia de Fátima, no bairro Sinhá Sabóia, com o Ofício da Imaculada Conceição e acolhida das paróquias e comunidades. Os detalhes acerca do evento foram apresentados em coletiva à imprensa na quarta-feira, 12, com a presença do bispo diocesano Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos.
Às 17h, ainda na Igreja de Fátima, haverá a santa missa presidida pelo bispo diocesano Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos. Participarão as paróquias e comunidades de toda a Diocese. Na caminhada, haverá uma participação especial dos coroinhas e dos ministros da sagrada eucaristia.
A programação seguirá com caminhada luminosa com velas desde a Paróquia de Fátima até o Arco de Nossa Senhora onde ocorrerá a primeira parada. Haverá uma homenagem às crianças pela passagem do seu dia com a organização da catequese, da Infância Missionária e de outras pastorais e movimentos ligados às crianças. A caminhada seguirá para a Catedral de Nossa Senhora da Conceição (Sé) onde os fiéis entoarão a Consagração a Nossa Senhora e haverá a Bênção do Santíssimo Sacramento.
“Nossa nação brasileira está passando momentos nebulosos, momentos decisivos, de escolhermos nossos representantes, aqueles que irão governar o nosso País. Nós queremos pedir à mãe de Deus, Nossa Senhora Aparecida, rainha e padroeira do Brasil nesse dia 12 de outubro que ela interceda pelo povo brasileiro. Particularmente, queremos fazer dessa uma caminhada pela paz. É o maior anseio da nação brasileira, a paz. Neste dia 12 de outubro, nós queremos caminhar com Maria. Maria, mãe dos caminhantes, ensina-nos a caminhar. Queremos Caminhar com Maria nos passos de Jesus”, ressalta Dom Vasconcelos durante coletiva de imprensa. Jesus é o filho eterno do Pai, mas também é o filho de Maria e, como a Igreja é o corpo místico de Cristo, Maria é igualmente mãe de Cristo e da Igreja.
A paz começa em casa, na família, através do diálogo, segundo Dom Vasconcelos. “A paz não se consegue com policiamento ostensivo nas ruas, com repressão É necessário haver segurança, nós precisamos de segurança, mas a segurança maior é quando ela brota do coração do homem convertido. Essa é a nossa missão. Queremos promover na Diocese de Sobral esta terceira edição da Caminhada com Maria como um marco de unidade, de oração e de fraternidade entre todos os filhos de Deus e filhos de Maria”, explica.
Dia 12 de outubro também é dia das crianças. “Nós também um dia fomos crianças e muitas são as crianças que nos rodeiam. Também vamos pedir as bênçãos para nossas crianças, presente e futuro da nação brasileira. Quando olhamos para as crianças, pensamos na frase bíblica profética dita a João Batista: o que será desta criança? A grande pergunta que muitos pais e mães de famílias fazem a respeito de seus filhos: o que será dessa criança? Qual o futuro dessas crianças? Elas terão um futuro promissor se aprenderem desde cedo a amar, a perdoar, a respeitar, a conviver com as diferenças, a saber viver uma vida profundamente cristã”, garante.

Fonte: Correio da Semana

A Cruz de Jesus nos ensina que na vida existe o fracasso e a vitória, e que não devemos temer os “momentos maus”, que podem ser iluminados justamente pela cruz, sinal da vitória de Deus sobre o mal. Um mal, satanás, que está destruído e acorrentado, mas “ainda late” e se você se aproximar dele para acariciá-lo, ele “destruirá você”.

Foi o que disse o Papa na homilia da Missa celebrada na manhã desta sexta-feira, 14, na Capela da Casa Santa Marta, na Festa da Exaltação da Santa Cruz.

A “derrota” de Jesus ilumina nossos momentos difíceis

Contemplar a Cruz, sinal do cristão – explica Francisco – é para nós contemplar um sinal de derrota mas também um sinal de vitória. Na cruz fracassa “tudo aquilo que Jesus havia realizado na vida”, e acaba toda a esperança das pessoas que seguiam Jesus. “Não tenhamos medo de contemplar a cruz como um momento de derrota, de fracasso”.

E comentando a passagem da Carta aos Filipenses da segunda leitura, o Papa Francisco ressaltou que “Paulo, quando reflete sobre o mistério de Jesus Cristo, nos diz coisas fortes, nos diz que Jesus se esvaziou, aniquilo a si mesmo:

“Assumiu todo o nosso pecado, todo o pecado do mundo: era um “trapo”, um condenado. Paulo não teve medo de mostrar essa derrota e também isso pode iluminar um pouco nossos maus momentos, nossos momentos de derrota, mas também a cruz é um sinal de vitória para nós cristãos”.

Na Sexta-feira Santa, a “grande armadilha” para satanás

O Livro dos Números, na primeira leitura, narra o momento do Êxodo, no qual o povo judeu que murmurava “foi mordido pelas serpentes”. E isto evoca a antiga serpente, satanás, o Grande Acusador, recorda Francisco. Mas a serpente que provocava a morte – diz o Senhor a Moisés – será elevado e dará a salvação.

E esta – comenta o Papa Francisco – “é uma profecia”. De fato, “Jesus feito pecado venceu o autor do pecado, venceu a serpente”. Satanás estava feliz na Sexta-feira Santa – enfatiza Francisco – “tão feliz que não percebeu, a grande armadilha “da história em que cairia”.

Engole Jesus, mas também a sua divindade, e perde!

Como dizem os Padres da Igreja, satanás “viu Jesus tão desfigurado, esfarrapado e como o peixe faminto que vai à isca presa ao anzol, foi lá e o engoliu”. “Mas naquele momento engoliu também a divindade porque era a isca presa ao anzol, com o peixe”.

“Naquele momento – comenta o Pontífice – satanás foi destruído para sempre. Não tem força. A Cruz, naquele momento, torna-se sinal de vitória”.

A antiga serpente está acorrentada, mas não se deve aproximar dela

“A nossa vitória é a cruz de Jesus, vitória diante do nosso inimigo, a grande antiga serpente, o Grande Acusador”. Na cruz – sublinha o Pontífice – “fomos salvos, naquele percurso que Jesus quis percorrer até o mais baixo, mas com a força da divindade”. Jesus disse: “Quando eu for elevado, atrairei todos a mim”:

“Jesus elevado e satanás destruído. A cruz de Jesus deve ser para nós a atração: olhar para ela, porque é a força para continuar em frente. E a antiga serpente destruída ainda late, ainda ameaça, mas, como diziam os Padres da Igrejas, é um cão acorrentado: não se aproxime e não morderá você; mas se você for acariciá-lo porque o encanto o leva até lá como se fosse um cachorrinho, prepare-se, ele destruirá você”.

A nossa vida segue em frente – esclarece o Papa – com Cristo vencedor e ressuscitado, que nos envia o Espírito Santo, mas também com aquele cão acorrentado, “a quem não devo me aproximar, porque ele me morderá”:

“A cruz nos ensina isso, que na vida há o fracasso e a vitória. Devemos ser capazes de tolerar as derrotas, levá-las com paciência, as derrotas, também dos nossos pecados, porque Ele pagou por nós. Tolerá-los n’Ele, pedir perdão n’Ele, mas nunca se deixar seduzir por esse cão acorrentado. Hoje seria belo se em casa, tranquilos, ficarmos 5, 10, 15 minutos diante do crucifixo, ou o que temos em casa ou aquele do rosário: olhar para ele, é o nosso sinal de derrota, que provoca as perseguições, que nos destrói, é também o nosso sinal de vitória porque Deus venceu ali.”

Fonte: Site Notícias Católicas

Na quarta-feira, 12 de setembro, a Câmara dos Deputados aprovou por 95 votos a favor e 46 contra, o projeto de lei de identidade de gênero que permitirá a mudança de nome e sexo no registro civil a partir dos 14 anos.

A Câmara dos Deputados ratificou o documento emitido pelo Senado na semana passada, que estabelece o direito e os procedimentos para a mudança de nome e sexo no registro civil.

O projeto define a identidade de gênero como “a vivência individual e interna de ser homem ou mulher, tal como cada pessoa percebe a si mesma, a qual pode corresponder ou não com o sexo e nome verificados na certidão de nascimento”.

Este, "pode ou não envolver a modificação da aparência ou da função corporal através de tratamentos médicos, cirúrgicos ou outros análogos, desde que sejam escolhidos livremente".

Segundo o projeto, um menor entre 14 e 18 anos de idade deverá fazer o pedido em um tribunal de família e deverá ter a aprovação de pelo menos um dos seus representantes legais. Caso não conte com isso, deverá pedir a intervenção de um juiz para proceder na mudança de nome e sexo no registro civil.

Quando o menor fizer a mudança, não poderá se retratar até completar 18 anos, a maioridade no Chile.

No caso dos maiores de 18 anos, poderão fazer o trâmite, mas não poderão revogá-lo. Depois da votação, o deputado da Renovação Nacional, Eduardo Durán, apelou às pessoas, pastores e bispos a "sair do adormecimento", "reclamem" e "participem ativamente na política para reivindicar os nossos direitos em nosso país".

"Continuaremos trabalhando duro para contar com mais representantes da nossa crença, da nossa fé, com o nosso pensamento, a fim de salvar o Chile", assinalou.

Fonte: ACI

 “Algumas pessoas não cristãs podem se perguntar: por que ‘exaltar’ a cruz? Podemos responder que nós não exaltamos uma cruz qualquer ou todas as cruzes: exaltamos a Cruz de Jesus Cristo, porque é nela que foi revelado o máximo amor de Deus pela humanidade”. Assim o Papa Francisco explicou a festa que é celebrada neste dia 14 de setembro: a Exaltação da Santa Cruz.

Em sua reflexão antes do Ângelus Dominical, em 14 de setembro de 2014, Francisco assegurou que “a Cruz de Jesus é a nossa única e verdadeira esperança”.

O Santo Padre assinalou que “quando olhamos para a Cruz onde Jesus foi pregado, contemplamos o sinal do amor infinito de Deus para cada um de nós e a raiz da nossa salvação. ‘Daquela Cruz vem a misericórdia do Pai que abraça o mundo inteiro’”.

Segundo manifesta a história, foi em 14 de setembro de 320 que Santa Helena, imperatriz de Constantinopla, encontrou o madeiro em que morreu o Cristo Redentor. No entanto, em 614, a Cruz foi levada pelos persas como um troféu de guerra.

Mais tarde, o Imperador Heráclio a recuperou e voltou com a Cruz para a Cidade Sagrada no dia 14 de setembro de 628. Desde então, celebra-se liturgicamente esta festividade.

Quando a Santa Cruz chegou novamente a Jerusalém, o imperador se dispôs a acompanhá-la em solene procissão, mas vestido com todos os luxuosos ornamentos reais e logo se deu conta de que não era capaz de avançar.

Então, o Arcebispo de Jerusalém, Zacarias, lhe disse: “É que todo esse luxo que carrega está em desacordo com o aspecto humilde e doloroso de Cristo quando carregava a cruz por essas ruas”.

O imperador se despojou de seu manto de luxo e de sua coroa de ouro e, descalço, começou a percorrer as ruas e pôde seguir a piedosa procissão.

Para evitar novos roubos, o Santo Madeiro foi dividido em quatro pedaços e separados entre Roma e Constantinopla, enquanto o que ficou em Jerusalém foi deixado em um belo cofre de prata. Dos quatro fragmentos, foram feitos pequenos pedaços para serem distribuídos em várias Igrejas do mundo, os quais foram chamados de Vera Cruz.

Na vida dos santos narra-se que Santo Antônio Abade, ao ser atacado por terríveis tentações do demônio, fazia o sinal da cruz e o inimigo fugia. Desde esse tempo, afirmam, tornou-se costume fazer o sinal da cruz para se libertar dos males.

Outro fato poderoso e sagrado deste sinal foi mostrado pela Santíssima Virgem Maria que, ao aparecer pela primeira vez à Santa Bernardette e ao ver a menina quis se benzer, Nossa Senhora fez o sinal da cruz bem devagar para lhe ensinar que é necessário fazê-lo com calma e mais devoção.

Fonte: ACI

O Papa Francisco encontrará, no Vaticano, de 21 a 24 de fevereiro de 2019, todos os presidentes das Conferências Episcopais, “para falar sobre a prevenção de abusos contra menores e adultos vulneráveis”.

Foi o que disse a vice-diretora da Sala de Imprensa da Santa Sé, Paloma García Ovejero, no briefing realizado na conclusão da 26ª reunião do Conselho de Cardeais (C9), na quarta-feira (12/09).

Francisco tomou esta decisão depois de ser informado pelo cardeal Sean Patrick O’Malley sobre os trabalhos da Pontifícia Comissão para a Tutela de Menores.

Todos os cardeais manifestaram sua satisfação pelo bom êxito do 9º Encontro Mundial das Famílias realizado, em Dublin, na Irlanda, congratulando-se também com o cardeal Kevin J. Farrell e com o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida que organizaram o evento junto com o arcebispo dom Diarmuid Martin.

O C9 pediu ao Papa Francisco, na abertura dos trabalhos na última segunda-feira (10/09), “uma reflexão sobre o trabalho, a estrutura e a composição do Conselho, considerando a idade avançada de alguns membros”.

A maior parte dos trabalhos do Conselho de Cardeais, instituído em setembro de 2013, foi dedicada aos últimos ajustes no esboço da nova Constituição Apostólica da Cúria Romana, cujo titulo provisório é Praedicate evangelium. O C9 entregou ao Papa Francisco o texto provisório destinado a uma revisão de estilo e releitura canônica.

Seis cardeais participaram desta reunião do C9. Estiveram ausentes os cardeais Francisco Javier Errázuriz Ossa, arcebispo emérito de Santiago, Chile, Laurent Monsengwo Pasinya, arcebispo de Kinshasa, República Democrática do Congo, e George Pell, prefeito da Secretaria para a Economia.

Os cardeais reiteraram, nesta quarta-feira, sua plena solidariedade ao Papa Francisco pelo ocorrido nas últimas semanas.

O C9 colabora com o Papa Francisco no governo da Igreja e no projeto de reforma da Cúria Romana. A próxima reunião do C9 está marcada de 10 a 12 de dezembro próximo.

Fonte: Vatican News

O Pontífice nomeou Administrador Apostólico sede vacante de Formosa Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo Metropolitano de Uberaba.

O Papa Francisco aceitou a renúncia ao governo pastoral da diocese de Formosa (GO), apresentada por Dom José Ronaldo Ribeiro e nomeou Administrador Apostólico sede vacante de Formosa Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo Metropolitano de Uberaba (MG).

Investigações do Ministério Público feitas a partir de denúncias de fiéis culminaram com a Operação Caifás, em 19 de março. Integrantes da Cúria são acusados de desviarem dinheiro para compras irregulares. O julgamento está em andamento.

Fonte: Vatican News