Notícias

Notícias (335)

A MostraInquieta chega a sua 4º edição em 2017 com ações colaborativas entre artistas e produtores de Sobral, Varjota, Itapipoca e Fortaleza. Neste ano, a Mostra foi contemplada pelo Edital Temporada de Artes #OCUPASOBRAL, na categoria “Mostras e Festivais”, uma realização do Instituto ECOA e Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer de Sobral.
 
A Mostra Inquieta acontece nos dias 7, 8 e 9 de dezembro, e convida para uma reflexão coletiva sobre os mecanismos que possibilitam a resistência, a permanência e a difusão da arte em Sobral, evidenciando os percursos criativos de artistas, grupos e coletivos, em suas variadas linguagens e desdobramentos. Acreditando que se reinventar é preciso, A Inquieta se mantém inovando e promovendo encontros entre público e artistas em diversos espaços da cidade.
 
No dia 7/12 (quinta-feira) será dado o ponta pé inicial na Casa da Cultura de Sobral, a partir das 18h, com Exposição Projetada trazendo obras dos artistas visuais e audiovisuais que compõem o Fórum de Artes Visuais de Sobral, Performances da artista Rafaela Lima e do Grupo “Tentáculos”, mais Instalação de Vídeos Dança. Às 19h, inicia o “Encontro para Diálogos: O Lugar da Arte – Poéticas e Políticas da Existência”, com participação dos conselheiros da sociedade civil, que atualmente ocupam o Conselho de Política Cultural de Sobral. Logo após tem AFTER Musical com o “Projeto Rizoma” e Lino Lírio.
 
A Mostra Inquieta envolve também ações formativas gratuitas através de Oficinas, são elas: “Elaboração de Projetos Culturais” com Rômulo Da Silva Teixeira (Sobral) e “House Dance/Construções Corporais Urbanas” com Jorge Luiz (Lolly Pop) (Fortaleza), nos dias 08 e 09/12 (sexta e sábado), das 09h às 11h e 15h às 17h, respectivamente, na sede do Instituto ECOA.
 
A noite do 08/12 (sexta-feira) acontecerá no Anfiteatro do ECOA e terá foco nas Artes Urbanas com a Mostra de Danças Urbanas, trazendo grupos e coletivos de Sobral, Intervenção de Cellograff, técnica de grafite utilizada pelo artista visual Maurio Filho (Sobral), além de JAMSession de Dança com grupos convidados, acompanhada de DJ ao vivo.
 
A noite de encerramento da Mostra Inquieta 2017 será quente! Iniciamos as atividades às 19h com a #Intervenção Bicha Poética do poeta de rua Luiz Do Sol (Sobral), na sequência começa a #Mostra de pequenos trabalhos em Dança e Teatro, ao todo se apresentam 09 grupos. Para celebrar todos os encontros e confluências desta 4º edição Inquieta, a banda Procurando Kalulança toda a sua magia em um Show pra lá de especial.
 
Confirme presença no evento AQUI.
 
PROGRAMAÇÃO COMPLETA
● 07.12 (Quinta)
18h (Jardim da Casa da Cultura)
– Exposição Projetada
– Performances
– Instalação de Vídeos-Dança
 
19h (Sala Cine Falb Rangel)
– Encontro para Diálogos: “O Lugar da Arte – Poéticas e Políticas da Existência”
 
20h (Jardim da Casa da Cultura)
– Pocket show: Projeto Rizoma + Lino Lírio
 
● 08.12 (Sexta)
09h às 11h (Sala Multiuso – ECOA)
– Oficina “Elaboração de Projetos” com Rômulo Teixeira
 
15h às 17h (Sala de Dança – ECOA)
– Oficina “House Dance/Construções Corporais Urbanas” com Jorge Luiz (Lolly Pop)
 
19h às 22h (Anfiteatro ECOA)
– Mostra de Danças Urbanas
– Intervenção de Cellograff “Inquieta”
– Jam Session (Dança)
– DJ Convidado.
 
● 09.12 (Sábado)
9h às 11h (Sala Multiuso – ECOA)
– Oficina “Elaboração de Projetos” com Rômulo Teixeira
 
15h às 17h (Sala de Dança – ECOA)
– Oficina “House Dance/Construções Corporais Urbanas” com Jorge Luiz (Lolly Pop)
 
19h à 00h (Anfiteatro ECOA)

– Intervenção “Bicha Poética” (Luiz do Sol) + Atração Musical + Mostra de Pequenos Trabalhos (Dança e Teatro) + Show com Procurando Kalu

Esta sexta-feira (1º/12) é o último dia para o recadastramento de magistrados, servidores e serventuários (ativos e aposentados) do Judiciário estadual. Os dados deverão ser fornecidos por meio de sistema disponibilizado na Intranet do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).
 
A medida consta na Portaria nº 1872/2017 (prorrogação do prazo), assinada pelo presidente do TJCE, desembargador Gladyson Pontes, publicada na sexta-feira (17/11). Em caso de afastamento por motivo de férias ou licença durante o prazo acima especificado, o recadastramento poderá ocorrer em, no máximo, três dias úteis contados da data do retorno.
 
A não realização do recadastramento resultará na suspensão do pagamento de vencimentos ou proventos, independentemente de aviso prévio, até que a situação seja regularizada.
Os índices de desigualdade no Brasil ainda são muito graves e profundos, conforme revelou a Pesquisa Nacional de Amostras por Domicílio, a Pnad 2016, divulgada nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
Segundo o levantamento, os brasileiros que pertencem a parcela dos que tem mais rendimentos receberam, no ano passado, 36 vezes mais que os 50% mais pobres. De acordo com a Pnad, o rendimento médio mensal da metade mais pobre foi inferior a um salário mínimo. Enquanto a pequena fatia mais rica tinha rendimento médio mensal de 27.085 reais no ano passado, os 50% mais pobres receberam em media apenas 747 reais. Segundo o coordenador do IBGE, Cimar Azeredo, quando comparado a outros países, o Brasil é ainda mais desigual.
 
“As pesquisas anteriores vinham mostrando que o Brasil é um país desigual. Essa desigualdade é bastante alta, principalmente quando se compara internacionalmente”.
 
Essa desigualdade fica ainda pior quando são levados em conta termos regionais, principalmente no Norte e Nordeste, onde estão concentradas a maior parcela de pessoas com menor renda. O coordenador do IBGE, afirma que somos um país desigual por igual.
 
“Temos uma desigualdade entre uma região e outra. Somos desiguais dentro da região e entre as regiões”
 
Azeredo explicou que existe uma métrica internacional para medir a desigualdade dos países, o chamado índice de GINI. Em uma escala que vai de zero a 1, quanto mais perto de zero, menor a desigualdade. O Brasil registrou 0,525.
 
Entre as regiões do país, segundo o IBGE, o GINI atingiu o pior resultado em 2016, no Nordeste, ficando 0,545. O Sul teve os melhor índice, com 0,465.
A venda antecipada de ingressos para Ceará x Guarani, que acontece nesta terça-feira, 7, às 20h30min, no Castelão, já alcançou a marca de 20 mil bilhetes comercializados, conforme divulgação do time. O número é prenúncio de mais um grande público no estádio durante a Série B do Campeonato Brasileiro. Os preços variam entre R$ 20 e R$ 120. Para arquibancada superior, custa R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia); para arquibancada inferior, R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia). O custo das Cadeiras Especiais é de R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia); no Setor Premium, R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia). Até agora, o maior público do Ceará — que também é o maior de toda a Série B 2017 — é de 40.280 pagantes contra o Londrina. Já a maior renda do Alvinegro foi contra o Paraná, com arrecadação bruta de R$ 749.684,00. O clube tem a segunda melhor média de público pagante de toda a Série B. Fonte: O Povo
Terça, 07 Novembro 2017 12:50

Gasolina fica até 14% mais cara em Fortaleza

Escrito por
Consumidores de Fortaleza foram surpreendidos com mais uma alta no preço do litro da gasolina comum, que já beira os R$ 4,20 em diversos postos da Capital, ficando até 14% ou R$ 0,52 mais caro em pouco mais de uma semana. As sucessivas altas no valor do produto neste ano, influenciadas pela nova política de preços da Petrobras, vêm sendo responsáveis pela desaceleração no consumo no Brasil. No Ceará, foram vendidos 1,024 milhão de metros cúbicos (m³) do combustível de janeiro a setembro deste ano, crescimento de apenas 0,68% na comparação com o total de 1,017 milhão de m³ comercializados em igual período de 2016.consumidores de Fortaleza foram surpreendidos com mais uma alta no preço do litro da gasolina comum, que já beira os R$ 4,20 em diversos postos da Capital, ficando até 14% ou R$ 0,52 mais caro em pouco mais de uma semana. As sucessivas altas no valor do produto neste ano, influenciadas pela nova política de preços da Petrobras, vêm sendo responsáveis pela desaceleração no consumo no Brasil. No Ceará, foram vendidos 1,024 milhão de metros cúbicos (m³) do combustível de janeiro a setembro deste ano, crescimento de apenas 0,68% na comparação com o total de 1,017 milhão de m³ comercializados em igual período de 2016. Apesar do leve aumento no consumo de gasolina no acumulado de 2017, os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) mostram vários meses (fevereiro, abril, junho, julho e setembro) de retração na venda do combustível no Estado. Em setembro, por exemplo, o recuo foi de 6,18% em relação a agosto. O consumo mensal caiu de 118.857 de m³ para 111.509 de m³.A queda é ainda maior, de 6,82%, quando se compara setembro de 2017 com igual período do ano passado, tendo o volume de litros do combustível passado de 119.675 de m³ para 111.509 de m³. Em termos de venda de gasolina no Ceará, por sinal, setembro de 2017 foi o pior desde 2014. Em 2016, de janeiro a dezembro, foram comercializados no Estado 1,372 milhão de m³ de gasolina. O volume é 34% maior diante da quantidade vendida nos nove primeiros meses deste ano. Para Bruno Iughetti, consultor de petróleo e gás, o consumo de gasolina no Ceará deverá ganhar um pouco de fôlego nestes últimos meses do ano e fechar 2017 praticamente estável ante 2016, com crescimento de 0,5%, abaixo do índice de 1,2% previsto para o Brasil. “Este meio por cento significa um crescimento quase que vegetativo. Com a gasolina mais cara, muitos condutores têm procurado alternativas para usar menos seus veículos e economizar dinheiro, pegando caronas, optando mais pelo aplicativo Uber, táxis e até mesmo pelo transporte público. Está sendo mais econômico”, observa. O empresário Everton Araújo sempre abastece seu veículo no posto Bela Vista I, localizado na avenida Rogaciano Leite, no bairro Patriolino Ribeiro. Até a última quinta-feira, 2, a gasolina comum custava R$ 3,67 no estabelecimento, passando para R$ 4,17 na sexta-feira, 3. “É um absurdo. Infelizmente, no Brasil, o consumidor está sendo cada vez mais explorado”, afirma. Ontem, O POVO visitou postos de combustíveis da Cidade e verificou que o litro da gasolina variava de R$ 3,99 a R$ 4,19, aumento de 5% ou R$ 0,20. Melhora De acordo com Iughetti, embora a ANP ainda não tenha divulgado os números de outubro, o consumo no Estado apresentou melhora no último mês. Ele diz que as vendas serão melhores em novembro e dezembro, principalmente, se houver redução no preço da gasolina. “As pessoas costumam sair mais de casa neste período, vão fazer compras de Natal e participam de confraternizações de fim de ano. Isso estimula o consumo”, afirma, lembrando que o estoque de gasolina no Ceará está confortável, pois “um bom volume veio das refinarias em setembro”. Variação Em pouco mais de uma semana, o preço da gasolina em Fortaleza subiu até 14% (R$ 0,52), saltando de R$ 3,67, o menor valor observado no último fim de semana de outubro, para R$ 4,19, o maior valor atualmente em postos de combustíveis da Cidade. “Bruno Iughetti lembra que esses aumentos repentinos estão ligados à nova política de preços da Petrobras, em vigor desde julho deste ano e que se ajusta conforme o mercado internacional. “R$ 4,19 é muito caro”, destaca.Valor médio De acordo com o último levantamento de preços da ANP, realizado de 22 a 28 de outubro, o valor médio do litro da gasolina em Fortaleza era de R$ 3,90, o terceiro maior entre as capitais do Nordeste, atrás de Maceió (R$ 3,95) e Salvador (R$ 3,93). Já o Ceará, conforme a ANP, apresentava preço médio de R$ 3,93, perdendo para Alagoas (R$ 3,96) e Bahia (R$ 3,95). No Brasil, de janeiro a setembro, foram consumidos 33,31 milhões de m³ de gasolina. Em 2016, o volume fechou em 43 milhões de m³. No País, em setembro, foram vendidos 3,49 milhões de m³ do produto, queda de 5,38% ante agosto (3,69 milhões de m³). Na comparação com setembro de 2016 (3,58 milhões de m³), o recuo foi de 2,5%. O POVO tentou ouvir o Sindicato do Comércio Varejistas de Derivados de Petróleo do Estado (Sindipostos-CE), mas não obteve retorno até o fim desta edição. Contudo, a entidade geralmente observa que “o mercado é livre e competitivo, ficando a cargo de cada posto revendedor o repasse ou não dos aumentos, assim como a definição do seu percentual de lucro”. Colaborou Rodrigo Aparecido/Especial para O POVO NÚMEROS 6,18% Foi o recuo no consumo de gasolina no Ceará em setembro, em relação a agosto R$ 3,99 Foi o menor preço do litro da gasolina encontrado ontem pela reportagem Com informações do jornal: O Povo
O evento é destinado a gestores e lideranças públicas das áreas de educação, saúde, assistência social, planejamento, cultura e entre outras políticas voltadas para a primeira infância O Ceará receberá pela primeira vez o Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, no dia 7 de novembro. Com o tema “Práticas efetivas para uma política integrada” a sétima edição será realizada, no Centro de Eventos do Ceará, com a presença da primeira-dama do Ceará, Onélia Santana. O evento é destinado a gestores e lideranças públicas das áreas de educação, saúde, assistência social, planejamento, cultura e entre outras políticas voltadas para a primeira infância. Realizado em parceria com o Governo do Ceará, por meio do Programa Mais Infância Ceará, e a Prefeitura de Fortaleza, o simpósio é organizado pelo Núcleo Ciência Pela Infância (NCPI) – uma iniciativa colaborativa formada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Center on the Developing Child da Universidade de Harvard (CDC), Insper, David Rockefeller Center for Latin American Studies da Universidade de Harvard (DRCLAS), Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Hospital Infantil Sabará. É a segunda vez que uma cidade do nordeste recebe o evento, que no ano passado foi sediado em Recife (PE). O tema deste ano busca trazer um debate sobre o desenho de políticas públicas em que o indivíduo vem em primeiro lugar. “Vai ser mais uma oportunidade para os gestores e lideranças debaterem como as políticas públicas podem contribuir para promoção do desenvolvimento da criança até os seis anos”, ressaltou a primeira-dama. “O objetivo do Simpósio é fomentar a discussão de como colocar as crianças e famílias no centro das políticas públicas para desenvolvimento infantil e como potencializar uma gestão integrada entre diversas secretarias”, explica o gerente de Conhecimento Aplicado da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Eduardo Marino. Os palestrantes convidados trarão suas pesquisas, experiências e visões a partir dessa proposta. Entre eles, o pediatra Daniel Becker, professor do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da UFRJ, falará sobre “A criança como valor para a sociedade”, enquanto Claudia Costin, diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas educacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ), trará o tema “Desafios e oportunidades na implementação da Base Nacional Comum Curricular”. Transmissão do evento Prefeituras, universidades e organizações do terceiro setor de todo o país poderão se inscrever para transmitirem ao vivo todo o conteúdo do VII Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância. Os cadastros para a transmissão no formato de Simpósios Satélites são gratuitos e poderão ser feitos no site http://simposio.ncpi.org. O evento também será transmitido ao vivo pelo site do simpósio e a população poderá participar enviando perguntas para os palestrantes. Programação 9h30 A criança como valor para a sociedade Palestrante: Daniel Becker, Professor na IESC/UFRJ e colaborador do UNICEF e da OMS. 10h15 Desenhando políticas em que o indivíduo vem em primeiro lugar Palestrante: Luciana Aguiar, Gerente de parcerias do setor privado do PNUD. 11h15 A família e a criança no centro das políticas públicas e programas Palestrantes: Ana Lima, diretora da consultoria especializada Conhecimento Social e Márcia Machado, pró-reitora de extensão da Universidade Federal do Ceará (UFC) e consultora em desenvolvimento infantil no Instituto da Primeira Infância (Iprede). 14h Lançamento do Guia de Comunicação sobre a Primeira Infância 14h30 Desafios e oportunidades na implementação da Base Nacional Comum Curricular Palestrantes: Claudia Costin, Diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE) da FGV-Rio e ex-secretária da educação do RJ. 16h30 Liderança para o impacto coletivo Palestrante: Carolina Larriera, Especialista em treinamento de lideranças, com atuação no Brasil, EUA, Argentina, Suíça, Iraque e Timor-Leste. Serviço Data: 7 de novembro de 2017 Horário: 8h às 18h Local: Centro de Eventos do Ceará – Fortaleza – CE Fonte: Governo do Estado
Com o objetivo de promover a comercialização de produtos e serviços de cunho literário, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE), irá realizar, nesta terça (07/11), quarta (08/11) e quinta-feira (09/11), a I Feira do Livro de Sobral.Com o objetivo de promover a comercialização de produtos e serviços de cunho literário, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE), irá realizar, nesta terça (07/11), quarta (08/11) e quinta-feira (09/11), a I Feira do Livro de Sobral. A programação conta com oficinas, aulas, palestras e diversas atividades aos amantes da leitura e afins. “Estamos realizando um evento pra ficar na história do município, sobretudo para marcar o potencial literário que o nosso município tem. A Feira do Livro tem a missão de estimular ainda mais o fomento a leitura de Sobral prestigiando principalmente os nossos leitores e escritores”, ressaltou o titular da STDE, Inácio Ribeiro. Maurício de Souza A abertura da I Feira do Livro contará com a palestra magna do renomado cartunista Maurício de Sousa, criador da Turma da Mônica, nesta terça-feira (07/11), às 19h, no Centro de Convenções de Sobral. Os inscritos deverão apresentar, no dia do evento, comprovante de inscrição, documento de identidade com foto e a doação de um livro para o projeto "Abra as páginas e voe...", que serão doados para projetos sociais sem fins lucrativos e irão complementar os projetos de incentivo a leitura municipal. "É interessante que os inscritos na palestra cheguem, no mínimo, 1 hora antes do horário previsto para evitar tumultos. Ressaltamos ainda que as vagas serão limitadas", pontuou a gerente do Turismo, Margarida Melo. Fonte: Blog de Sobral
Com o objetivo de potencializar o ecossistema da música cearense, a Prefeitura de Sobral, por meio da Secretaria da Cultura, Juventude, Esporte e Lazer (Secjel) e da Escola de Cultura, Comunicação, Ofícios e Artes (ECOA), trazem à Sobral, nesta segunda (06/11) e terça-feira (07/11), a Feira da Música, que contará com uma programação repleta de atividades culturais. As 19h, a ECOA será palco de uma roda de conversa sobre produção artística com o cearense e idealizador da Feira da Música, Ivan Ferraro, e do músico, escritor, pintor e político cabo-verdiano, Mario Lúcio. Na terça-feira (07/11), integrando o programa “Largo Musical”, o Anfiteatro Largo das Dores, a partir das 19h, terá shows de Mario Lúcio (Cabo Verde/AFR), C. Magrão (Sobral) e Daniel Peixoto (Fortaleza). A Feira da Música vem à Sobral por meio de uma parceria entre a Prefeitura Municipal e o Projeto Porto Dragão do Mar, com o objetivo de fazer circular a vasta produção artística cearense, em diversas linguagens, dentro do próprio Estado e também nacional e internacionalmente, com apresentações em centros culturais, festivais e mostras. Feira da Música A Feira da Música traz como foco a cena da música local, buscando conhecer e aproximar artistas e bandas que estão produzindo em garagens e espaços alternativos, distantes dos grandes festivais. A partir disso, o evento pretende colaborar com o aperfeiçoamento destas produções e lançá-las à uma cena mais ampla, para além do Estado do Ceará. Serviço: XVI Feira da Música Quando? Abertura amanhã 06, às 19 horas Onde? Anfiteatro do ECOA (Travessa Adriano Dias, 135 - Centro) Quanto? GRATUITO Programação completa em: https://feiradamusica.com.br/ Fonte: Blog de Sobral
A derrota por 1 a 0 para o Juventude já é página virada no Ceará. Ao soar do apito final no estádio Alfredo Jaconi, na última sexta-feira, 3, o momento já era de focar no Guarani-SP, adversário de amanhã, às 20h30min (horário de Fortaleza), no Castelão, em duelo válido pela 34ª rodada da Série B do Brasileiro. Com bom retrospecto em casa, o Vovô terá que fazer valer a força que tem como mandante para manter firme a caminhada ao acesso. A importância da construção de bons resultados atuando diante de seu torcedor aumenta pela tabela que o Ceará ainda tem pela frente. Dos cinco jogos restantes, três serão realizados em casa (além de Guarani, o Ceará ainda enfrentará Paysandu e ABC no Castelão). Se conquistar vitórias em todos os compromissos como mandante, soma nove pontos e atinge 67, número que garante o acesso à Série A. Dos 16 jogos que já fez em casa, o Ceará venceu nove, empatou quatro e perdeu três, tendo marcado 21 gols e sofrido apenas 12. O aproveitamento de 64,6% faz o Alvinegro ser o 6ª melhor mandante de todo o campeonato. O retrospecto recente tem sido ainda mais favorável ao time de Porangabuçu. Nos últimos oito jogos, foram seis vitórias e dois empates. A última derrota foi no dia 21 de julho, por 1 a 0, para o Goiás. “A gente tem que seguir da forma que vem jogando em casa, com imposição e qualidade de jogo. Nós crescemos muito nosso percentual de aproveitamento de pontos em casa nos últimos jogos com essa postura, e devemos mantê-la para o próximo jogo”, analisou o técnico Marcelo Chamusca em coletiva após a partida em Caxias do Sul. A equipe, que chegou apenas na noite de sábado, folgou ontem e se reapresenta hoje à tarde. Para o jogo de amanhã, o treinador alvinegro contará com o retorno do lateral esquerdo Romário, que cumpriu suspensão contra o Juventude. Líder de assistências do time na temporada, com oito passes para gol, o camisa 6 é peça fundamental no esquema do treinador, que não terá nenhum desfalque por suspensão. VISITANTE Se conta com bom retrospecto atuando em casa, o Vovô enfrentará um adversário que vai muito mal quando joga longe de seus domínios. O Guarani, que atualmente ocupa a 15ª colocação, com 39 pontos, e briga contra o rebaixamento, correndo o risco de entrar na Z-4 caso seja derrotado amanhã, possui o segundo pior desempenho como visitante na Segundona 2017. Em 16 jogos, foram somente duas vitórias, quatro empates e dez derrotas. O Bugre só balançou as redes adversárias em 12 ocasiões, tendo sido vazado 25 vezes. O momento é de tensão para o time de Campinas, que nas últimas cinco partidas perdeu duas, empatou duas e venceu só uma. Fonte: O Povo
Fortaleza receberá, entre os dias 5 e 10 de novembro, no Seara Praia Hotel, na Beira-Mar, bairro Meireles, a 22ª reunião anual do projeto de colaboração internacional ‘Prediction and Research Moored Array in the Tropical Atlantic’, também conhecido pelo seu acrônimo ‘Pirata’. Em 2017, o projeto completa 20 anos. Antes da abertura oficial, a partir desta sexta-feira (3) até o dia 5, será realizada uma Summer School (Escola de Verão), que introduzirá questões científicas-chave do oceano Atlântico Tropical para cientistas, profissionais e estudantes de graduação e pós-graduação, principalmente aqueles ligados à área de oceanografia e meteorologia. De acordo coordenador do curso de Oceanografia do Instituto de Ciências do Mar (Labomar) da Universidade Federal do Ceará, Prof. Dr. Antônio Geraldo Ferreira, aproximadamente 40 jovens pesquisadores do Brasil e do Exterior irão participar da Escola de Verão. Na conferência principal cerca de 110 participantes já garantiram presença. “Este público de excelência científica é um alvo privilegiado para a Mercator Ocean, o centro francês para análise e previsão do oceano que organiza a Escola de Verão pela primeira vez na América do Sul”, explica Ferreira. Com apoio do Labomar e da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o evento reunirá ainda pesquisadores do Ceará e de outros estados do Brasil, além de representantes de países como França e Estados Unidos para discutir os avanços dos estudos das interações oceano-atmosfera na região tropical do Oceano Atlântico. Esta será a segunda reunião do projeto em Fortaleza. Entre os principais objetivos do encontro estão: introdução de questões científicas-chave sobre a variabilidade climática do Atlântico Tropical; aumentar o conhecimento dos participantes sobre o Programa Copernicus da União Europeia; reunir jovens cientistas e profissionais que serão os principais motores e usuários de dados oceanográficos operacionais no Brasil e América do Sul nos próximos 10 anos; além de fornecer treinamento direto em questões científicas usando produtos do Copernicus Marine Environment Monitoring Service (CMEMS), que em tradução livre significa “Serviço Europeu de Monitoramento do Ambiente Marinho Copernicus”. “A realização da conferência em Fortaleza também contribuirá para o entrosamento científico da região com outras partes do mundo, uma vez que os estudantes e pesquisadores presentes terão a oportunidade de colaborar com pessoas do mundo todo que estão engajadas nessa área do conhecimento, em diferentes projetos e colaborações no sentido de treinamento, bem como pós-graduação e programas de intercâmbio. Além disso, a conferência oferecerá uma oportunidade para exposição dos trabalhos realizados pela comunidade científica, promovendo discussão e avanço na área de oceanografia”, reforça o presidente da Conferência Pirata 22. Importância O Pirata é formado por uma rede de boias meteo-oceanográficas operadas e financiadas pela França, Brasil e pelos Estados Unidos. Inicialmente, em 1997, recebeu o nome “Pilot Research Moored Array in the Tropical Atlantic”, porém, um ano depois, foi alterado para “Prediction and Research Moored Array in the Tropical Atlantic”. Com um total de 21 boias localizadas no Oceano Atlântico Tropical, o Projeto Pirata disponibiliza diariamente gráficos de radiação solar, precipitação, vento, umidade relativa, temperatura do ar, pressão, temperatura de superfície do mar, temperatura de sub-superfície, salinidade e densidade. Com essas informações, a Funceme, entre outros órgãos, desenvolve, por exemplo, produtos com foco regional, que permitem realizar o monitoramento continuo da interface oceano-atmosfera no Atlântico Tropical, auxiliando sobremaneira as tarefas de previsão de tempo, clima e do estado do mar. Fonte: Governo do estado
Página 1 de 24