×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 62
Sexta, 30 Setembro 2011 00:00

3º Bispo de Sobral: Dom Walfrido Teixeira Vieira

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)


O terceiro bispo de Sobral foi D. Walfrido Teixeira Vieira. Filho de Galdino Feliciano Vieira e Honorina Teixeira Vieira, nasceu no dia 17 de dezembro de 1921, em Jaguaquara-BA. Estudou o primeiro grau em Jaguaquara e o segundo grau no Seminário Menor São José, em Salvador. Fez o curso superior de Filosofia e Teologia no Seminário Santa Teresa, em Salvador.

Sua ordenação presbiteral se realizou em Amargosa-BA, aos 29 de junho de 1946. Desde sua ordenação sacerdotal ocupou os cargos de secretário do bispado de Amargosa, reitor do Seminário Nossa Senhora do Bom Conselho de Amargosa; capelão das irmãs sacramentinas, professor do Ginásio e Escola Normal Santa Bernadete e diretor da Escola Técnica de Comércio, em Amargosa.

Sua nomeação episcopal se deu aos 15 de março de 1961, como bispo titular de Lauranda e bispo auxiliar do Cardeal Arcebispo de Salvador. Sua ordenação episcopal se realizou em Salvador, aos 26 de junho de 1961, por D. Augusto Álvaro da Silva. Exerceu o cargo de bispo auxiliar de Salvador de 1961 a 1965. Foi nomeado bispo diocesano de Sobral pelo Papa Paulo VI, aos 06 de janeiro de 1965, vindo a tomar posse dessa diocese no dia de São José do referido ano.

Durante 33 anos governou esta diocese com zelo apostólico e dedicação. Revestido de duas virtudes fundamentais para o pastoreio, humildade e mansidão, cativou a simpatia de seu clero e diocesanos. Seu longo episcopado foi marcado pelo implemento das transformações provocadas na Igreja pelo Concílio Vaticano II e pelas Conferências de Puebla e Medelin, adequando-a ao mundo moderno, pela valorização do trabalho leigo e pela opção preferencial pelos pobres.

Dentro desse espírito, fomentou ações de assistência à saúde e à educação, voltadas para os excluídos. Apoiou a Faculdade de Filosofia e, com a criação de nossa Universidade, cedeu os prédios do antigo Seminário São José e do Colégio Sobralense para neles funcionar, gratuitamente, por mais de uma década, a novel universidade.

Renunciou o governo desta diocese em 17 de março de 1998.

Continuou morando em Sobral, passando três anos como Bispo Emérito, recebendo o título de Doutor Honoris Causa da UVA, e o título de cidadão sobralense da Câmara Municipal de Sobral.

 Depois de sua jornada na terra, toda consagrada ao Senhor e à sua Igreja, faleceu em Sobral, aos 09 de novembro de 2001. Lema: Secundum Verbum Tuum

Ler 4956 vezes Última modificação em Segunda, 24 Novembro 2014 15:30