×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 62
Sexta, 30 Setembro 2011 00:00

2º Bispo de Sobral: Dom Mota

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)


O segundo bispo de Sobral foi o pernambucano D. João José da Motta e Albuquerque, nomeado pelo Papa João XXIII. Filho de José Feliciano da Motta e Albuquerque e Aline Ramos, nasceu em Recife-PE, aos 27 de março de 1913. Fez o primeiro grau em Nazaré da Mata e o segundo grau, o curso de filosofia e teologia no Seminário de Olinda.

Foi ordenado padre aos 28 de abril de 1935, em Nazaré da Mata. Como padre, desempenhou as seguintes funções: capelão de casas de religiosas, pároco de Nazaré da Mata, pró-Vigário Geral da Diocese de Nazaré da Mata, diretor do Colégio São José; secretário do bispado de Nazaré da Mata. Sua ordenação episcopal ocorreu também em Nazaré da Mata, aos 28 de abril de 1957.

Foi bispo de Afogados da Ingazeira-PE, de 1957 a 1961; nomeado bispo de Sobral-CE pelo Papa João XXIII, tomou posse dessa diocese no dia 21 de maio de 1961, ocupando este cargo até 15 de julho de 1964, quando foi designado para a Arquidiocese de São Luís, no Estado do Maranhão.

Em sua curta passagem como bispo de Sobral, D. Mota participou do Concílio Vaticano II, dedicando-se ativamente aos trabalhos conciliares. Ao regressar de Roma, procurou adaptar as pastorais da diocese às orientações do Concílio; organizou as paróquias, agrupando-as em regiões pastorais; incentivou a missa dominical para o povo e levou a Palavra de Deus para o interior; lutou pela criação e implantou a Diocese de Tianguá. Lema: In manus tuas.

Faleceu aos 12 de setembro de 1987.

Ler 6481 vezes Última modificação em Segunda, 24 Novembro 2014 15:03