Sexta, 11 Agosto 2017 12:14

Exportações do Ceará crescem 101,8% de janeiro a julho e atingem valor recorde de US$ 1,13 bilhão

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

As exportações cearenses registraram, de janeiro a julho de 2017, valor recorde para o período, atingindo o montante de US$ 1,13 bilhão, o que representa crescimento de 101,8% em relação a igual período de 2016. Com esse desempenho nos sete primeiros meses deste ano, aumentou para 0,9% a participação das exportações cearenses no total nacional, superando a participação registrada em 2016, de 0,7%. É o que revela o Enfoque Econômico nº 152/julho 2017 – Comércio Exterior Cearense, trabalho publicado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), orgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Ceará.

Já as importações registraram o valor de US$ 1,32 bilhão, apresentando queda de 51,42% no acumulado de janeiro a julho de 2017, comparado ao mesmo período de 2016, o que se explica pela redução expressiva das compras externas de máquinas e equipamentos para a implantação de empresa siderúrgica no Estado. De acordo com o professor Flávio Ataliba, diretor Geral do Instituto, o valor das importações encontra-se dentro da média, uma vez que 2016 foi um ano atípico para as importações cearenses. “Assim, as importações no ano de 2017 apresentaram um comportamento esperado”, frisa.

 

exportacoes-cearenses-janeiro-julho.png


Ana Cristina Lima Maia, assessora técnica do Ipece e responsável pela elaboração do documento, afirma que, com a expansão das exportações, juntamente com a queda significativa das importações, o déficit da balança comercial cearense em 2017 caiu para US$ 189,2 milhões, bem abaixo do registrado no mesmo período de 2016 (US$ 2,152 bilhões). A corrente de comércio exterior (a soma dos valores exportados e importados) do Ceará, no acumulado de janeiro a julho de 2017, alcançou o valor de US$ 2,44 bilhões, tendo registrado queda de 25,2% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Na análise mensal – observa - as exportações cearenses em julho de 2017 corresponderam a um montante de US$ 162,9 milhões, registrando um crescimento de 15,8% em comparação ao mês imediatamente anterior. Em relação ao mesmo mês de 2016, estas também aumentaram 88,8%, registrando significativo crescimento. Por sua vez, as importações de julho de 2017 alcançaram o valor de US$ 209,5 milhões, apresentando aumento de 19% em relação ao mês anterior, ficando um pouco acima da média do valor importado ao longo do ano. Quando comparadas ao mesmo mês de 2016, observa-se uma queda de 60,9%.

 

 

web_MVS5422.jpg



Em consequência dos valores das exportações e importações, o saldo da balança comercial cearense foi deficitário em US$ 46,6 milhões, no mês de julho, o déficit foi superior ao registrado no mês imediatamente anterior. Já a corrente de comércio exterior cearense foi de US$ 372,5 milhões, acima da média de 2017. Esse valor representou um aumento de 17,6%, quando comparada ao mês anterior.

No acumulado de janeiro a julho de 2017, a pauta de exportação cearense foi liderada pelos produtos metalúrgicos, com US$ 576,6 milhões em vendas externas, participando com 51,13% de tudo que o estado exportou no ano. Vale ressaltar que em 2016 os produtos metalúrgicos participavam com apenas 1,76% da pauta. Destaque para produtos laminados planos, de ferro ou aço não ligado, que correspondeu a 96,7% do total do valor do grupo.

Em seguida estão calçados e suas partes, com valor de US$ 160,7 milhões, couros e peles, com US$ 76,6 milhões, alimentos e bebidas, com US$ 56,8 milhões, combustíveis minerais, óleos minerais; materiais betuminosas, com US$ 55,3 milhões, e castanha de caju, com US$ 52,5 milhões. Esses seis segmentos representaram 86,7% de toda a pauta de exportações do Estado no acumulado de janeiro a julho de 2017.

Fonte: Governo do Ceará

Ler 4912 vezes Última modificação em Sexta, 11 Agosto 2017 12:31
Educadora 950

 A Rádio da Família Cristã