Paolo Ruffini: o que nos une é levar a palavra do Papa ao mundo

O Papa Francisco encontra no Vaticano, os participantes da Plenária do Dicastério para a Comunicação com os funcionários do Dicastério, entre os quais os integrantes da redação da Rádio Vaticano – Vatican News, em língua portuguesa.
Silvonei José – Cidade do Vaticano

O Papa Francisco recebeu em audiência na manhã desta segunda-feira (23/09), na Sala Regia, no Vaticano, os participantes da Plenária do Dicastério para a Comunicação junto com os funcionários do Dicastério, entre os quais os integrantes da redação da Rádio Vaticano – Vatican News, em língua portuguesa.

Na saudação ao Santo Padre, em nome de todos os presentes, o prefeito do Dicastério para a Comunicação Dr. Paolo Ruffini agradeceu Francisco por abrir com essa audiência a segunda plenário do Dicastério.

Falando sobre o Dicastério Ruffini recordou que o mesmo é “uma única grande comunidade ao redor do Papa formada por cardeais, bispos, sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos. O que une todos é a vontade de levar a palavra do Papa ao mundo, de olhar os homens e as coisas com os olhos do Evangelho e torná-las visíveis através do rádio, web, jornal, redes sociais e de todos os instrumentos de difusão”.

Ruffini destacou que o Dicastério está ciente de absorver recursos importantes e esse fato “impulsiona a fazer frutificar (em cada país, em cada língua, e em todos os modos), os talentos que foram confiados.

Os meios de comunicação social, como Francisco recordou em outras ocasiões – disse Ruffini -, “têm uma tarefa fundamental de construir ou destruir, de unir ou dividir, de orientar ou de confundir. Estamos fazendo e continuaremos a fazer sempre mais para que o investimento sobre o nosso trabalho produza bons frutos. Facilite a comunicação entre nós, na Cúria. Facilite a comunicação entre a Santa Sé e as Igrejas locais. Torne evidente o horizonte de significado que só a fé pode dar. Faça dos nossos meios de comunicação o lugar onde as Igrejas locais se conhecem. E onde mesmo aqueles que não acreditam possam encontrar respostas às suas perguntas”.

O prefeito Ruffini salientou ainda que todos os dias nos deparamos com a dificuldade de estar à altura da tarefa que nos foi confiada. “A distância entre o que somos e que gostaríamos de ser. Experimentamos a tristeza pelo que não conseguimos realizar. Mas também e sobretudo a beleza do ser, com as nossas imperfeições, os nossos erros, a nossa pequenez, testemunhas e instrumentos da verdade, que contamos através das nossas fotos, nossos vídeos, nossos artigos, nossas vozes”.

Estamos no meio de um caminho de reforma – salientou ainda Ruffini -, o que nos levou a sair das nossas velhas casas para construir uma nova, e não sermos apanhados desprevenidos, temerosos, pela tempestade da mudança, que transformou radicalmente a comunicação. “Sabemos também que este caminho só faz sentido se for feito juntos, entre nós e em todos os cantos do mundo. O que nos torna fortes é sermos uma rede. O que nos enfraquece é o nosso não ser suficientemente. O que nos torna fortes é a verdade. O que nos torna fracos é o pensamento de sermos capazes de fazer tudo sozinhos. O que nos torna fortes é a consciência do limite, dos nossos limites. O que nos torna forte é nunca nos esquecermos que somos membros uns dos outros”.

FONTE: VATICANO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*