Seguindo tendência, circuito do GP de Singapura ganha terceira zona de abertura de asa móvel

Com o objetivo de aumentar o número de ultrapassagens no GP de Singapura, e seguindo a tendência do que foi feito em outras pistas desde 2018, o circuito de Marina Bay ganhará uma terceira zona de ativação da asa móvel (DRS).

A nova área, implementada já para este fim de semana, ficará na pequena reta entre as curvas 13 e 14 – somando-se às áreas já existentes, tanto na linha de largada/chegada, quando na maior reta do traçado, entre as curvas 5 e 7.

GP de Singapura é um dos mais desgastantes
Além dos 60º que o cockpit pode atingir durante a prova, a situação fica ainda mais complicada com a umidade na casa dos 80%. Para piorar, o circuito conta com 23 curvas, o que torna a experiência ainda mais desgastante. Apesar de não ser a pista mais longa da temporada, com 5,063 km de comprimento, é uma das corridas mais demoradas pela baixa velocidade em função do alto número de curvas. Em quatro das 11 edições, a corrida chegou perto de estourar o limite de duas horas.

FONTE: GLOBO ESPORTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *